Está aqui

Cera

As propriedades da cera natural são há muito conhecidas. Há mais de 6.000 anos, os egípcios utilizavam a cera de abelha no processo de embalsamento das múmias. A cera de abelha era também usada como pagamento de tributos, taxas e multas.


Também era utilizada na medicina, nomeadamente na composição de pomadas, unguentos e emplastos. Mastigar cera estimula a salivação, facilitando a digestão já que estimula as atividades secretórias e motrizes do estômago, eliminando simultaneamente o tártaro dos dentes e fortificando a gengiva.


A Cera é uma substância produzida pelas abelhas a partir de mel e pólen que serve para a construção de favos na colmeia.


A cera de abelha é obtida através da coleta controlada de favos de mel em apiários e/ou na natureza. A extração da Cera dos favos ocorre através de: (1) colocação destes num saco de pano; (2) após o que é necessário mergulhá-los em água com um peso em cima; (3) aquecê-los para que a cera derreta e escoe pelas malhas do saco; (4) no qual fica retido o “bagaço”, composto por uma finíssima malha de seda tecida pelas lavras que nasceram do favo.


A coloração da cera varia conforme o tipo de abelha e a vegetação ao redor da colmeia, apresentando normalmente uma tonalidade próxima ao caramelo.


Atualmente, a cera é utilizada para a fabricação de cosméticos, como maquiagens e cremes. É ainda utilizada na fabricação de medicamentos, produtos médicos e cirúrgicos, velas artesanais, cera depilatória e outras aplicações.